janeiro 17, 2017

quando um filho está a aprender a ler...




é sinónimo de passarmos a ser o seu tradutor, ou seja, não há filme nem legenda que não tenhamos que lhe ler:

- o que é que ele disse mãe? mas lê lá! oh pai, o que é que ela lhe disse agora? mas diz-me tudo sem eu ter que te perguntar!! Opá, não leste tudo! o que foi que eles disseram??

e pronto, lá estamos nós a tentar ver o filme, a lermos para nós, lermos em voz alta e tentar que não nos escape nada senão lá vem o policia das legendas!! 


e é isto... e esperar que ele já não leve muito tempo a ler uma frase completa... 

Por aí, igual?



Bom dia!


Sofia**









janeiro 12, 2017

12 de janeiro... 5 anos!


escrevo aqui desde 2012, faz hoje cinco anos! 
já são muitos caracteres, linhas onde registei momentos bons, já escrevi sobre actualidades e banalidades, já partilhei viagens, passeios, coisas simples da vida de todos os dias, e algumas dúvidas também. o meu primeiro filho, que na altura ainda não tinha dois anos, já vai a caminho dos sete, e nos entretantos, tornei-me mãe de dois, faz em Fevereiro quatro anos! e vocês acompanharam tudo! isto de ter um blogue é coisa boa, sobretudo quando nos serve de ferramenta de introspecção, mas também porque a partilha positiva e bonita das melhores coisas da vida só nos pode fazer bem!

deixo-vos este hot chocolate (que há que tempos ando para fazer) em jeito de miminho por estarem desse lado! Obrigada! Boa noite...



(Ah, e se quiserem, estejam à vontade para se darem a cohecer na caixa de comentários. adoraria conhecer-vos!)





kiss, kiss

Sofia**











Serra da Estrela (#3) - Manteigas

Manteigas é, como já disse aqui, uma aldeia muito acolhedora. pequenina, mas rodeada de uma beleza natural de nos fazer ficar de boca aberta. a sério! talvez por viver no sul e dar de caras constantemente com o mar, ou por me lembrar dos natais e férias passadas ali bem perto, o facto de estar rodeada de montanhas deixou-me maravilhada.
Os dias estiveram lindos, um frio suportável e um sol magnifico, os meus preferidos no inverno e o ideal para passear e conhecer o que estava à nossa volta. depois de um pequeno almoço reforçado e das despedidas da "nossa" Casa, lá fomos. o nosso objectivo era ir ao Poço do Inferno mas pelo caminho fomos parando nas paisagens mais bonitas.










Viveiro da Trutas. a truta é um peixe que se vê em qualquer ementa nesta zona, e não podíamos escapar à visita ao viveiro. o que vos posso dizer? é grátis, os peixinhos andam por lá na sua vidinha e nós podemos desfrutar da vista! ;) 


Manteigas vista dos viveiros.



Poço do Inferno. a estrada para o Poço do Inferno é estreita e para ser feita com cuidado. tem uma beleza natural linda, rodeada de árvores que nesta altura ainda tinham aquele tom dourado do outono. olhar para baixo pode ser assustador e impressionante!
o famoso Poço vale a visita. é um pequeno espaço, com umas escadinhas de pedra não muito fáceis de subir, e é preciso ter cuidado! Uma vez lá, sente-se um microclima, está consideravelmente mais frio, mas respira-se o ar mais puro que se possa imaginar!
nós não hesitámos e fomos mesmo lá abaixo!! (o Duarte não achou muita piada!)



Manteigas vista da estrada do Poço do Inferno. Não é lindo?


Depois desta aventura a fome era mais do que muita e resolvemos consultar o nosso melhor amigo de viagem (Tripadvisor) para ver onde podíamos comer. Parece que a 200m estava uma Taberna bem recomendada e lá fomos. uns petiscos da região e um queijinho depois e voltámos à estrada, desta vez em direcção a Lisboa onde passámos o fim do ano.




Ora então onde se comeu bem em Manteigas, perguntam vocês?


 Manteigas é um meio pequeno, por isso descemos facilmente da Casa das Obras, a pé, até à zona  onde se situam os restaurantes.
O Restaurante Serra d'Alto e o Restaurante Santa Luzia foram os eleitos, comemos muito bem (chanfana, feijoca, bife com queijo da serra....) e fomos atendidos de forma muito simpática. o valor médio que pagámos pelos quatro foi de €35,00.




Espero que tenham gostado muito desta nossa viagem, eu gostei de a partilhar convosco!




Boa 5ª feira!!!


Sofia**


janeiro 11, 2017

Serra da Estrela (#2) - Casa das Obras

saímos em direcção a Manteigas, aldeia que fica bem perto da Serra da Estrela. depois de 4h30m de viagem, chegámos ao destino já ao final do dia. queríamos ter saído mais cedo mas isto com crianças já se sabe, e ainda por cima estavam com o ritmo de férias, deitar tarde e acordar tarde, logo só nos fizemos à estrada depois do almoço. além disso parámos pelo caminho, para comer e esticar as pernas, fomos sem pressas e a aproveitar a viagem, enquanto eles tentavam a todo o custo desvendar para onde íamos. o ideal teria sido chegar mais cedo para podermos explorar melhor aquela zona, uma vez que íamos só por duas noites! mas fica para uma próxima visita.
então, chegámos a Manteigas já com o sol posto, mas ainda com aquela luz alaranjada no céu. pela estrada começou a sentir-se o cheiro a queimado, dos madeiros que ardem nas ruas, típico no norte do nosso lindo País. o Rodrigo não parava de perguntar onde estávamos, que montanhas eram aquelas, mas sem ter noção realmente de onde estava. por momentos até perguntou se também era de noite na nossa casa, lá no nosso País. (quatro horas e meia de viagem para uma criança pode dar para atravessar o Mundo!).
com a ajuda da "senhora que não se cala" (GPS) lá fomos ao encontro da nossa Casa, pelo meio de todas as outras casinhas de pedra, dos enfeites de Natal e das poucas pessoas que se viam na rua.








e eis que encontrámos a Casa das Obras. é uma casa centenária, da família da simpática proprietária, que abriu portas há 12 anos, depois de ter sido inteiramente restaurada. as paredes transpiram história com quadros e peças originais, que depois de um incêndio ficaram quase irreconhecíveis! o nome Casa das Obras não é propriamente apelativo, por isso tive curiosidade em perguntar sobre a sua história. logo quando chegámos senti-me tão em casa, literalmente, que a minha vontade foi prolongar a estadia. os miúdos andavam encantados pelo "castelo" fora e muito contentes por estarmos ali. eles adoram quando vamos de férias, custa-lhes um pouco a viagem, mas gostam muito de conhecer outros sítios e deliram com hotéis! (quem não gosta?)  à noite diverti-mo-nos na sala de jogos e antes de nos deitarmos bebíamos um chá e bolachas na sala de tv. impossível não nos sentirmos bem recebidos.




é certo e sabido que no norte se come bem, e aqui, os pequenos almoços não foram excepção. muita variedade, queijos, compotas, fruta, cereais, e uns bolinhos caseiros... huuummm, de-li-ci-o-sos!! (aquele bolinho que lembra o da nossa avó, sabem? esse!) - não tenho uma foto de fazer crescer água na boca porque me preocupei mais em comer (risos) sorry! 



gosto muito deste tipo de alojamento, mais pequeno, familiar, com um atendimento mais personalizado. é como estarmos em casa, só que não :) recomendo! quando forem para os lados da Serra da Estrela, fiquem na simpática aldeia de Manteigas e procurem a Casa das Obras. *

ah, e sempre que puderem, vão para fora cá dentro porque temos um País lindo!
no próximo post mostro mais!!




Podem seguir-nos também no Instagram.








Kiss,

Sofia**




* post sem qualquer patrocínio. é só porque gostei mesmo muito! ;)










Serra da Estrela (#1)

Como prometido, hoje venho falar das nossas férias de inverno e por onde andámos nestes dias de folga. 
há muito tempo que o Rodrigo pedia para ver neve. muito mesmo. chegou ao cúmulo de dizer a toda a gente que ia passar o ano novo a Nova Iorque porque lá há neve! (não sei onde vai ele buscar estas ideias... ;). o que é certo é que andávamos também com vontade de tirar uns dias só os quatro, já que o verão soube-nos a pouco. eu sou pessoa que gosta do inverno, acho-o romântico, apela ao aconchego, ao mimo, só dura é tempo demais, (mas não se pode ter tudo!) e daí que destinos de frio e neve atraem-me! mas vamos ao que interessa, o nosso destino: a maravilhosa Serra da Estrela!








o Rodrigo explorou cada cantinho da Serra.

 e o Duarte custou a manter-se de pé :)




claro que eles não resistiram a provar a neve! (um bocadinho para o gelado, não?!)





ele fez-me a surpresa no Natal, mas para os miúdos foi segredo total até estarmos a subir a Serra. quando o Rodrigo viu neve a primeira vez, ainda estávamos na estrada, a cara dele quando percebeu onde estava... é inexplicável. o brilho nos olhos, a emoção, não parava de dizer obrigado! (é tão bom quando eles sabem agradecer, não é?)

chegámos a meio da manhã e estava lá muita gente mas nada de confusões. muito agasalhados, mas sem calçado adequado (!), lá andámos com cuidado para ver se não nos espalhávamos... mas claro que de vez em quando alguém ia ao chão :)) não havia aquela neve abundante e fofa como vemos nos filmes, mas deu para atirarmos umas bolas uns aos outros e escorregar nos trenós. uns amigos foram ter connosco e foi muito divertido por a conversa em dia naquele cenário de sonho. 
a paisagem é de tirar a respiração, o dia estava lindo e não sentimos aquele frio desagradável. a proprietária da Casa onde ficámos disse que nesta altura costumam estar menos 3/ 4 ºC, mas que muitas vezes chove e não dá para subir a Serra. o termómetro rondava os 8ºC e ainda bem que estava este dia fantástico.

ficámos instalados em Manteigas, uma aldeia muito acolhedora, e em breve conto tudo sobre a estadia, e dou algumas dicas.

e por aí, se quiserem partilhar as vossas férias de inverno... adoraria saber tudo!




podem acompanhar-nos no Instagram!






um dia bom!


Sofia**